Vortioxetina para o tratamento da depressão

Ano de publicação: 2017

TECNOLOGIA:

Brintellix® (bromidrato de vortioxetina).

INDICAÇÃO NA BULA:

tratamento do transtorno depressivo maior em adultos.

PERGUNTA:

vortioxetina é eficaz e seguro para o tratamento do transtorno depressivo maior em adultos? EVIDÊNCIAS: foram incluídos dois ensaios clínicos randomizados, que avaliaram a vortioxetina para o tratamento do transtorno depressivo maior recorrente. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre vortioxetina 10mg e placebo para a maioria dos desfechos de eficácia, com exceção da pontuação pela escala de classificação da depressão Montgomery–Asberg (MADRS) em pacientes com escala de classificação de ansiedade de Hamilton na linha de base ≥ 20. Vortioxetina 20mg foi melhor do que o placebo para todos os desfechos avaliados, com exceção da remissão MADRS.

Os eventos adversos graves foram relatados por dois pacientes no grupo da vortioxetina 10 mg:

infecção renal e tentativa de suicídio. Os eventos adversos mais frequentes relatados foram náusea, dor de cabeça, diarreia e tontura. Outro estudo avaliou vortioxetina 15 e 20mg e duloxetina 60mg, relatando melhora estatisticamente significante nos desfechos de eficácia dos tratamentos ativos em comparação com o placebo. Entretanto, este estudo não apresenta comparações entre duloxetina e vortioxetina. Apesar disso, duloxetina parece ser melhor do que a vortioxetina tanto para os desfechos de eficácia primários como para os secundários. Os eventos adversos comuns para o grupo vortioxetina foram náuseas, dor de cabeça, diarreia, boca seca e tonturas. No grupo duloxetina, os eventos adversos com incidência superior a 5% foram náuseas, dor de cabeça, tonturas, boca seca, hiperidrose, diarreia e fadiga.

Os eventos adversos graves foram relatados por cinco pacientes:

dois pacientes no grupo de 20mg de vortioxetina e três pacientes no grupo duloxetina.

CONCLUSÕES:

a depressão geralmente é tratada com antidepressivos, psicoterapia ou com a combinação destas estratégias terapêuticas. Os antidepressivos podem ser uma forma eficaz de tratamento para depressão moderada-grave em adultos. Não foi encontrado estudo que avaliasse a eficácia e a segurança da vortioxetina em comparação com os medicamentos antidepressivos disponibilizados pelo SUS. Vortioxetina 15 e 20mg foram superiores ao placebo em todas as análises de eficácia apresentadas pelos estudos selecionados e demonstraram ser bem tolerados. No entanto, estes achados ocorreram em doses superiores à dose diária definida (DDD) de 10mg recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Há recomendações da vortioxetina como opção para o tratamento de episódio depressivo maior em adultos, cuja condição não respondeu adequadamente a dois antidepressivos no episódio corrente. Vortioxetina possui registro no Brasil para o tratamento do transtorno depressivo maior em adultos.(AU)

Mais relacionados