Ferramentas SUPPORT para a elaboração de políticas de saúde baseadas em evidências (STP) 17: como lidar com insuficiente evidência de pesquisa?

    Publication year: 2009

    Neste artigo, trataremos do problema de tomar de decisões em situações nas quais há evidências insuficientes disponíveis. Geralmente, os formuladores de políticas têm poucas evidências para realmente conhecer os impactos futuros de uma opção de política ou programa de saúde mas devem, ainda assim, tomar decisões. Sugerimos quatro questões a serem consideradas quando não houver evidências suficientes para ter certeza dos impactos da implementação de uma opção.

    Estas são:

    1. Existe uma revisão sistemática dos impactos da opção? 2. A evidência inconclusiva foi mal interpretada como evidência sem efeito? 3. E possível ter certeza de uma decisão mesmo com a falta de evidências? 4. A opção é potencialmente prejudicial, ineficiente ou não compensa o custo?