Telessaúde, Telemedicina, aplicativos de celular e uso de mensagens de texto/SMS na melhora da alimentação em adultos: qual é a eficácia/efetividade e a segurança das intervenções oferecidas via telessaúde, telemedicina e de aplicativos de celular e uso de mensagens de texto/SMS para melhora da alimentação em adultos?

    Publication year: 2020

    Intervenções baseadas em novas tecnologias têm sido adaptadas com o objetivo de melhorar indicadores individuais de consumo alimentar. Destacam-se neste cenário as atividades realizadas de modo remoto, por meio de teleconsulta, quando profissionais e pacientes interagem simultaneamente por meio de canais de comunicação eletrônicos, via internet e ligações telefônicas, por exemplo. Igualmente, o uso de aplicativos de celular (mHealth) e mensagens de textos têm se consolidado como alternativas no monitoramento e gestão clínica para iniciativas de mudanças comportamentais e melhora em índices antropométricos e de consumo alimentar.

    Pergunta:

    Qual é a eficácia/efetividade e a segurança das intervenções oferecidas via telessaúde, telemedicina e de aplicativos de celular e uso de mensagens de texto/SMS para melhora da alimentação em adultos? Métodos: A partir de um protocolo prévio, nove bases eletrônicas da literatura foram consultadas em novembro de 2020, para identificar revisões sistemáticas (RS), publicadas em inglês, português e espanhol, sem restrição quanto ao ano de publicação. A qualidade metodológica das revisões sistemáticas foi avaliada utilizando o instrumento AMSTAR 2. Para executar esta revisão rápida em 13 dias, apenas o processo de triagem de títulos e resumos foi realizado em duplicidade e de forma independente.

    Resultados:

    A busca nas bases de dados resultou em 8.249 referências, e após o processo de seleção e elegibilidade 3 revisões sistemáticas foram incluídas para compor esta revisão rápida. Com relação à qualidade metodológica, uma revisão sistemática foi considerada de moderada confiança e duas foram de confiança criticamente baixa. Foram encontrados resultados das intervenções de aplicativos no consumo de frutas e vegetais e de intervenções de mensagens de texto com informações a respeito do consumo alimentar em geral. O aplicativo Vegethon mostrou aumentar o consumo de vegetais em comparação ao acompanhamento para perda de peso. Contudo, mensagens de texto combinadas a curso online de educação nutricional não apresentaram diferenças em relação à realização apenas do curso. Quanto ao consumo alimentar em geral, mensagens de texto associadas a ações presenciais e materiais educativos demonstraram resultados melhores que as ações presenciais realizadas de forma isolada na adesão às recomendações alimentares, tamanho da porção, ingestão de óleo e consumo de carboidratos, mas sem efeito sobre adesão ao regime alimentar recomendado.

    Conclusão:

    Esta revisão rápida mostrou efeitos positivos de aplicativos e de mensagens de texto combinados a outras intervenções sobre o consumo de vegetais e alimentação saudável em geral. Entretanto, devese interpretar com cautela os resultados, uma vez que são provenientes de poucos estudos primários com pequenas amostras de participantes