Acupuntura e auriculoterapia no tratamento de diabete melito tipo 2 em adultos e idosos: qual é a eficácia/efetividade e a segurança da acupuntura e da auriculoterapia para o tratamento de diabete melito tipo 2 (DM2) em adultos e/ou idosos?

    Publication year: 2020

    A acupuntura se caracteriza pela estimulação de pontos cutâneos específicos por meio do uso de agulhas. A auriculoterapia consiste na estimulação mecânica de pontos específicos do pavilhão auricular com esferas de aço, ouro, prata, plástico, agulhas ou sementes de mostarda. A acupuntura é recomendada para promoção, manutenção e recuperação da saúde, bem como prevenção de agravos e doenças. Além disso, parece propiciar a liberação de neurotransmissores e outras substâncias responsáveis pela promoção da analgesia. A auriculoterapia promove a regulação psíquico-orgânica do indivíduo. Ambas as práticas foram incorporadas no SUS mediante Portaria nº 971, de 03 de maio de 2006. Qual é a eficácia/efetividade e a segurança da acupuntura e da auriculoterapia para o tratamento de diabete melito tipo 2 (DM2) em adultos e/ou idosos? As buscas foram realizadas em cinco bases de dados sem restrição de ano de publicação. Foram incluídas revisões sistemáticas em inglês, português e espanhol que avaliaram os efeitos de ambas as tecnologias no tratamento da diabete melito tipo 2 na população adulta e idosa. A avaliação da qualidade metodológica foi realizada por meio do AMSTAR 2, feita por uma pesquisadora e revisada por outra. Nesta revisão rápida, produzida em cinco dias, foram utilizados atalhos metodológicos, de maneira que apenas o processo de seleção foi realizado em duplicidade e de forma independente. Resultados Dos 66 relatos encontrados nas bases, foi incluída uma revisão sistemática com metanálise que atendeu aos critérios de elegibilidade. A avaliação da qualidade indica que a revisão é de baixa qualidade metodológica. A revisão apresentou resultados sobre o uso de acupuntura e auriculoterapia no controle glicêmico de pessoas com DM2. Houve pouca informação sobre a segurança da prática de acupuntura e nenhuma sobre auriculoterapia. A prática de acupuntura, da eletroacupuntura e auriculoterapia combinadas com cuidado usual mostraram efeito no controle da glicemia de jejum, glicemia duas horas depois de um teste de tolerância à glicose e hemoglobina glicosilada. Somente em relação a prática de acupressão que houve resultados sem significância estatística. A revisão sistemática abordou o uso da auriculoterapia, observando resultados benéficos no controle glicêmico. Foram encontradas poucas informações sobre eventos adversos para avaliar essas práticas são seguras. Embora os resultados sejam favoráveis à acupuntura, eles são baseados em uma única revisão sistemática que analisou estudos primários com alto risco de viés. A própria revisão foi avaliada como de baixa qualidade metodológica, por isso as evidências devem ser vistas com cautela. Além disso, a heterogeneidade dos resultados estatísticos é elevada e faltam informações sobre o tempo de acompanhamento dos participantes dos ensaios. Os relatos sobre eventos adversos são escassos e não permitem tecer considerações sobre a segurança do uso dessas tecnologias em pacientes diabéticos