Resultados: 11

Recursos humanos em saúde: crise global e cooperação internacional

Ciênc. saúde coletiva; 22 (7), 2017
A partir dos anos 1990 as economias nacionais tornaram-se entrelaçadas e globalizadas. Mudanças no perfil epidemiológico e demográfico da população evidenciaram a necessidade de novas discussões e estratégias sobre os Recursos Humanos em Saúde (RHS). A crise global da Força de Trabalho em Saúd...

Política de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde: a experiência do ProgeSUS

Ciênc. saúde coletiva; 22 (5), 2017
Resumo O objetivo deste artigo é avaliar o estágio das políticas de gestão do trabalho e educação em secretarias municipais e estaduais de saúde (SMS e SES, respectivamente), tendo como referencial a adesão a um programa de qualificação e estruturação da gestão do trabalho e da educação no...

Política de Educação Permanente em Saúde no Brasil: a contribuição das Comissões Permanentes de Integração Ensino-Serviço

Ciênc. saúde coletiva; 22 (6), 2017
Resumo O artigo analisa o papel das Comissões Permanentes de Integração Ensino-Serviço (CIES) na implementação da Politica de Educação Permanente em Saúde (EPS). Trata-se de estudo multicêntrico de abordagem qualiquantitativa que utilizou questionário on line autoaplicável e entrevista semies...

O movimento da Saúde Bucal Coletiva no Brasil

Ciênc. saúde coletiva; 22 (6), 2017
Introdução: A Saúde Bucal Coletiva (SBC) pode designar um fenômeno histórico especifico, distinto das outras “Odontologias Alternativas” e um referencial teórico para as práticas odontológicas em serviços de saúde. Objetivos: Este estudo buscou compreender a permanência das “Odontologias...

Avaliação do escopo de prática de médicos participantes do Programa Mais Médicos e fatores associados

Ciênc. saúde coletiva; 21 (9), 2016
Resumo O objetivo deste estudo foi caracterizar o escopo de prática de médicos inseridos na Atenção Primária em Saúde (APS), participantes do Programa Mais Médicos (PMM) e investigar os fatores associados à execução de maior número de atividades clínicas. Trata-se de um estudo exploratório t...

Performance of the local health system and contingent influences in Northeast-Brazil: breaking vicious and virtuous circles

Ciênc. saúde coletiva; 18 (11), 2013
INTRODUCTION: Organizational theory has long emphasized the importance of contingent, environmental influences on organizational performance. Similarly, research has demonstrated the importance of local political culture and informal management on the performance of the local health system, establishing ...

Implantação do curso de graduação em saúde coletiva: a visão dos coordenadores

Ciênc. saúde coletiva; 18 (6), 2013
INTRODUÇÃO: Os Cursos de Graduação em Saúde Coletiva são hoje uma realidade. OBJETIVO: O objetivo deste artigo é apresentar a visão dos coordenadores desses cursos sobre o processo de criação e de implementação dos mesmos, com destaque para seus elementos contextuais e processuais. MATERIAL E...

Trabalho e educação em saúde no Brasil: tendências da produção científica entre 1990-2010

Ciênc. saúde coletiva; 18 (6), 2013
O objetivo deste artigo é analisar as características da produção científica sobre educação e trabalho em saúde no Brasil no período de 1990 a 2010. Realizou-se um estudo de síntese a partir de resumos de artigos publicados em revistas brasileiras selecionados nas bases bibliográficas Scielo e...

Estudantes de graduação em saúde coletiva: perfil sociodemográfico e motivações

Ciênc. saúde coletiva; 18 (6), 2013
Introdução: Os Cursos de Graduação em Saúde Coletiva (CGSC) consistem em uma nova modalidade formativa no campo da Saúde Coletiva que visa formar profissionais focados nas principais necessidades em saúde da população brasileira e no Sistema Único de Saúde. Objetivos: Assim, torna-se relevante...